Oi, gente! Tenho pensado muito sobre como criar um conteúdo relevante – de fato – sobre moda aqui para o blog. É um dos assuntos que mais amo é discutir algumas das ‘verdades’ mentirosas do mercado. Eu chamo assim porque sim, elas até têm fundamento mas podem ser derrubadas a medida que você e eu vamos exercendo uma coisinha maravilhosa chamada: autoconhecimento. 

_20170429_205829

O conceito de moda é bem abrangente. No dicionário, uma de suas definições é ‘conjunto de opiniões, gostos, assim como modos de agir, viver e sentir coletivos’. Na tradução mais simples é um resumo de quem você é: suas escolhas, seu modo de viver, sua carreira, sua paixão por batom vermelho, seu ódio pela cor marrom, as curvas ou faltas delas no seu corpo… é você.  Por isso, não tem muito sentido te dizer que X peça você não pode usar. Ah, mais porquê? Por você ser isso ou aquilo. É claro, que moda também são códigosSuas linhas, tecidos, cortes produzem uma imagem e, se você quiser traduzir esse código da melhor maneira, ou seja, para que você se sinta bonita e confortável diante do espelho, é preciso aprender o que te favorece ou não. Daí tem sentido eu te dizer os motivos de tal peça não funcionar tão bem em algum tipo de corpo ou ocasião. Esse conhecimento pode trazer evolução ao seu estilo.

IMG_20170519_095345_001

Agora, se você prestou atenção na definição de moda também diz que ela também é produto do coletivo. E sim, não estamos livres disso. Produzimos um registro do nosso tempo através das nossas roupas e somos influenciados por isso. Influência é algo ruim? Opinião alheia também é? Não, no meu ponto de vista, você pode se beneficiar de informações, peças e até estilos de outrem pra criar a sua identidade. Afinal, mesmo que de forma inconsciente, fazemos isso o tempo todo, descartando e acolhendo códigos que outras pessoas nos passam. Isso tudo também gera os ‘nãos’ que existem – e eu acredito que sempre estarão por lá. Até nós mesmas criamos essas limitações.

229ee84f68b474878904e4f03853ac4f

 

No fim das contas, a medida de expressão da sua identidade pessoal – minha definição de estilo – é uma soma dos sims e nãos que você recebeu de você e do Universo e como você a relaciona com eles. Um conselho de amiga: Escute algumas coisas, considere outras e retenha o que faz sentido pra você. Você pode descobrir preciosidades no caminho através do conhecimento. E também pode ouvir muita besteira. Mas quer saber, a dona da porta do seu armário é você e quem decide o que entra e sai também.

 

 

Beijão!

Me segue também lá no @sitebelhsantanna. Tem dica todo dia é foto bonita também!

 

# # # # #

Maio 19, 2017

  • Que texto perfeito, a definição sobre moda é de fato isso. Adorei a reflexão <3
    Beijão, mariasabetudo

  • Eu também não acho que se influenciar ou escutar outras opiniões seja ruim, você tira o melhor daquilo para adaptar ao que você gosta.
    Kisses

    • Verdade, verdadeira! É um recorte que fazemos todos os dias do outro. Isso não tira a nossa personalidade, não é mesmo? Acho que só acrescenta.

      Beijos